Tuesday, December 23, 2014

Me desculpe

Me desculpe por não ter de fato nada bom a dizer
Me desculpe por não ser sorriso no dia de festa
Me desculpe por não vir dançar só por que tocam a música
Me desculpe por não te esconder que aqui não é o meu lugar
Me desculpe por não gargalhar da piada ensaiada
Me desculpe por não conversar as conversas banais
Me desculpe por não me vestir com as roupas da moda
Me desculpe por não estar ansioso para o próximo sábado
Me desculpe por não ter comprado uma pequena lembrança
Me desculpe por só possuir o que cabe em meu bolso
Me desculpe por não aceitar que o dinheiro me compre
Me desculpe por não me importar com o que dizem os outros
Me desculpe por não priorizar a limpeza da casa
Me desculpe por ignorar o rangido da porta
Me desculpe por não celebrar nossos falsos amigos
Me desculpe por não me iludir com promessas vazias
Me desculpe por não esquecer das desgraças do mundo
Me desculpe por não enviar sinais de esperança
Me desculpe por não acreditar que haverá um ano novo
Me desculpe por não inventar uma razão pra estar vivo

Me desculpe por não escrever outras versos de amor
Além dos que fiz quando o amor nos bastava
Hoje as marcas do tempo escorrem em meus dedos
Hoje os versos de amor estão além das palavras

Hoje encaro as escolhas que fiz pela vida
Hoje eu vivo as imagens do que me restou
Te peço desculpas por não ser como os outros
Mas não peço desculpas por ser quem eu sou







1 comment: